quinta-feira, 10 de janeiro de 2019

Fazendo rebites com Sprue




Recentemente  eu  necessitei  fazer rebites para o modelo do  Horch que estou montando, comecei  fazendo eles no meu Punch and Die, embora  ele  sejam excelentes é  um pouco trabalhosos  ficar  fazendo eles e  retirando  da punção que os  faz  e como  eu não ia  usar muito  resolvi  mudar de técnica de fazer os rebites.

Decidi fazer eles  cortando  sprue, no  Blog tem  também  uma  outra técnica para  fazer eles que  é a  com  agulhas, mas como queria algo rápido e como eles  são muito pequenos, o Punch  and Die não tinha a  espessura  que  eu necessitava, tampouco devido ao plástico que  eu tinha  o tamanho  do  parafuso  também estava muito grande.


A TÉCNICA

A saída  foi  esticar  sprue e cortar a técnica é a seguinte.

Começa  cortando  a  haste  da arvore do  kit que  você  vai fazer  o  sprue.
 Corte uma seção de sprue reta e segure-a com uma mão em cada extremidade logo acima da chama da vela.
  Gire a haste lentamente e mova-o de um lado para outro sobre a chama.
  Logo o plástico sólido começará a amolecer e liquefazer. O truque é aquecer uma seção da forma mais uniforme possível.
  Remova a saliência de cima da chama e puxe delicadamente as pontas uma da outra.
  O plástico será puxado até o ponto de  um fio fino como abaixo.
 Com o Sprue  feito agora  pegue  uma lamina de modelismo e  corte transversalmente os discos do sprue para  você  fazer  seus  rebites.


Assim  com cuidado e uma certa prática, pode-se extrair qualquer número de hastes de plástico e moldar sprues em uma variedade de espessuras.
 
O restante desta técnica é muito semelhante ao método de rebites  com  Punch and Die  é  pegar  com  a ponta  do estilete e ir colocando  no  locar dele  aonde  você  já  passou  uma leve camada  de  cola branca.

JG






 

sábado, 29 de dezembro de 2018

ITALERI - KFZ.15 Horch

KFZ.15 Horch 



O Horch 901 Tipo Efm Mittl. Einheits Pkw Kfz.15 é um veículo alemão criado pela Auto Union .  

Classificado na categoria de veículos de transporte médio, esta veiculo, caracterizado por sua tração nas quatro rodas, é originalmente destinado ao transporte de oficiais  como Staff Car. Permitia que se deslocasse nas estradas ou em terrenos acidentados em boas condições e tinha capacidade para quatro pessoas.

https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/2/21/German_horch_kfz_15-21441.jpg?uselang=fr

O Horch era produzido em série pela empresa Horch.  Mas como a empresa em questão não tinha capacidade suficiente de produção, e as autoridades alemãs logo solicitaram que a Wanderer Verke AG e a Opel assumissem parte da produção. As linhas de montagem que construíram o veículo funcionaram até 1943, quando mais de 12.000 unidades deixaram as oficinas do Reich.

Vários modelos e variantes foram produzidas, desde ambulâncias, até veículos de comunicações, sendo icônico o utilizado por  Rommel no deserto para seus  deslocamentos ao front. 



 Erwin Rommel (à esquerda) em seu seu Horch de Commando. 

O Horch 901 foi provando ser um veículo robusto e confiável, mas não menos sobrecarregado pelas condições de combate na Frente Oriental, onde haviam poucas estradas. Essas máquinas sofreram particularmente, apesar de sua tração quatro por quatro, e ainda havia o agravante de sua manutenção ser muito complexa. Eles foram equipados com vários motores ao longo do tempo. Por exemplo, o motor Horch 901 V-8 com capacidade de 3517 cm 3 foi produzido entre 1937 e 1940, enquanto o motor V-6 com 3.823 cm 3 foi produzido e utilizado durante 1940-1943.
 
Alguns Horch foram empregados para outras missões que não o transporte de oficiais ou oficiais de estado-maior quando desempenham funções de comando. E  inclusive foi usado como um trator para artilharia leve  e Nebelwerfer , ambulância e transporte de tropas.
 
  Horch rádio
 

Características

motor
  • Cilindros: 6 Opel ou 8 Horch
  • Deslocamento: 3 517 cm 3 (para o motor Opel), 2 823 cm 3 (para o motor Horch)
  • Potência: 80 cv a 3500 rpm (para o motor Opel) 90 cv (para o motor Horch)
Dimensões e pesos-capacidades
  • Peso em ordem de combate: 2.700 kg
  • Carga útil: 600 kg
  • Comprimento: 4,40 m
  • Largura: 1,68 m
  • Altura: 1, 73 m
  • Distância ao solo: 0,60 m
Performances
  • Velocidade: 90 km / h na estrada
  • Autonomia: 400 km
 


O Modelo 

O modelo é o kit da Italeri (foto abaixo), eu comprei ele  de um modelista iniciante que tinha tentado montar ele, cometendo vários erros na montagem em especial na suspensão dianteira, aonde tive de gastar um tempo enorme corrigindo os erros e por isto  não tenho fotos da montagem inicial do  modelo.
 
Minha Intenção inicial era montar ele na versão que foi usada pelo exército do Brasil, na cor marrom, vide abaixo a foto original da parada do desfile de Independência e a mesma foto colorizada. 

Embora tal cor marrom seja  controversa para alguns modelistas  eu tomo ela como a real usada, pois embora muito provavelmente o veiculo tenha vindo em padrão cinza escuro alemão, por volta de 1936, como haviam estoques de tinta marrom francesa e por os tanques da arma de cavalaria serem pintados nestas cores(vide abaixo), é bem plausível seu uso nestes carros.

Inclusive eu não concordo muito  com o tom mais claro do marrom acima acho que  devido a doutrina empregada naquela época ser  ainda a da missão militar francesa, a tinta empregada era o marrom da artilharia francesa que  é de  um tom mais  escuro, no tom marrom terra, vide abaixo exemplos. 



Mas quando tudo  já estava pronto para  eu  começar a fazer esta versão, achei na internet duas fotos que achei muito interessantes, e com marcações, que achei muito bonitas, além de diferente.

A foto mostra um grupo de alemães em um Horch com um soldado inglês prisioneiro, se deslocando em uma estrada no deserto.
 
 
 O veiculo parece  ser da Luftwaffe, pois a águia do símbolo no Paralamas é  a mesma agua  do dístico de rádio-operadores desta arma (vide abaixo).

 Colorizando as fotos e analisando, junto com o Christian Chriscolo Saavedra e com o Marcos Serra, chegamos a um consenso e ai enviei para  o da CCS DECAIS para  fazer os decais.

A montagem 

Como disse que  peguei o modelo já mio montado cheio de erros na montagem, coisa  qeu alias  é  bem  fácil de acontecer pois  as  instruções do kit  são horrorosas e confusas, alem das arvorem nao  terem  classificação por letras, o que  faz  você perder  um tempo enorme  procurando a peça na grade.

Como pretendo comprar em breve o mesmo Modelo da Bronco Models (foto abaixo) para montar  em outra versão, vou  comparar  este item como critério de avaliação. 



Mas creio que  por serem kits que tem mais de 30 anos de diferença entre um e outro as instruções deste modelo da Hobby Boss, alem do modelo em si serem imensamente melhores que este da Italeri.

Bem,  como  eu Já corrigi a suspensão e o encaixe do chassis  com a carroceria, vou seguir mostrando a montagem daqui em diante. 


 




A montagem tem diversos  erros e vou tentar ir corrigindo ao longo da montagem, uma destas são os Jerrycans que  foram montados sem retirarem a marca de  moldagem e foram  fixados  em seu local no kit o que vai dificultar muito sua miniatura, mas isto  vou  resolver  mais  adiante na finalização do kit.



Retrovisores

A primeira coisa  feita  como detalhamento  foi modificar os  retrovisores, feitos com discos produzidos no punch and die.


As Balizas

A segunda coisa foi em virtude de um problema na montagem, o kit  tem duas varetas de balizamento de manobras laterais, estas varetas  com bolas na ponta que vemos acima do para-lamas nas  fotos do caminhões Mercedes abaixo.





Quando fui retirar a peça da grade ela se partiu em dois, além de ser muito frágil ela  esta injetada em uma posição que  parece que só favorece  a sua  quebra e não a retirada da grade.

Comecei cortando  um arame na espessura e tamanho da vareta do kit.


Coloque  em uma superfície  ou em um pedaço de fita crepe  um bocado de cola branca e espere ela começar a secar a cola, e com o arame em uma pinça de bico fechado, passe ele na cola e deixe  preso na pinça de cabeça para baixo para secar.


Quando estiver seca, verifique o tamanho que ficou a bolinha, certamente ela  ainda é pequena, pois  ela diminui de tamanho depois de seca.

Repita a operação


Na terceira vez a minha cola  já estava quase toda endurecida  na fita aonde depositei ela.


Na terceira repetição ela  já apresentava o tamanho ideal.



Corte no tamanho da vareta do kit.

Compare a peça do kit com a que você fez e veja que a criada é muito mais real que a do kit.





Depois que repeti a operação para  fazer o par das balizas, eu  fui ver na  foto do carro que pretendo fazer e descobri que o veiculo da foto  só tem uma peça desta abaixo do lado direito do  carro,  embora tenha  balizas nos dois lados este  da foto  só tem  um  lado o que  pode ter sido retirado ou  arrancado em uma batida.


E o pior foi que eu  vendo a  foto acima, descobri que o modelo  é  completamente diferente deste que fiz, mas  vou guardar ele  porquê  o Opel Blitz usa deste tipo de bolinha e  vou usar no  futuro em um que  vou montar.
A Estrela

Depois de perder um tempo enorme fazendo duas  balizas, resolvi que dali em diante olharia a foto acima antes de  fazer algo.

E um detalhe  que notei  foi que este Horch  tem  na tampa  do radiador tem a estrela da Mercedes Bens, nada anormal pois a Mercedes tinha um veiculo na mesma categoria e  que certamente  podia  usar  tanto a tampa de radiador  do Horch como Horch a da Mercedes. 

 

Eu poderia  pegar o Kit do caminhão Mercedes 3000 e copiar  a estrelinha, mas resolvi fabricar uma.

Comece fazendo uma argola na medida do aro da estrela do adorno do radiador.






Faça um sprue na medida dos raios da estrela.




Pegue um dos Sprue e dobre usando o dorso  da Lâmina de corte.




Deve ficar assim, depois de dobrada.


Abra as pernas do Sprue em um ângulo aproximado de 120 graus e fixe em uma superfície de papel.

Chegue o aro da estrela no vértice para  ver se a estrela esta compatível com o tamanho do aro.

Dimensões checadas, chegue o sprue para fazer o terceiro raio da  estrela, no vértice e fixe ele com cola bonder (SUPERCOLA de qualquer modelo).


Una eles todos com um pingo pequeno de cola Bonder.
Depois de unidos cheque o tamanho final.


Ajuste os Sprues e o aro na posição de serem colados unidos

Depois de unir provavelmente os espaços entre os raios da estrela podem estar preenchidos de Bonder, sopre para o buraco vazar, vide abaixo a cola  que  voou do meu sopro.
Depois de seco  corte os sprue além dos aros.

Sprues cortados.


Depois de bem seca a  cola corte rente ao aro.

Abra um furo na tampa do radiador.


Corte a estrela da sua base, se houver alguma rebarba ou  pingo de cola retifique com  uma lima de dentista, na foto ela aparece de cabo azul.


  Encaixe ela no local e cole com Bonder, ela naturalmente devido a cola  usada  vai  ficar   com um relevo posterior  que  vai  criar  um aro posterior fazendo ela  ficar  com aspecto interno ao aro.





Pronto radiador com a estrela de Mercedes.




Lona da capota

Bem,  eu tentei fazer a capota com papel embebido em   cola branca, mas eu  errei no tamanho que  cortei para  fazer  e ficou uma lona imensa e horrível na aparência.


Nesta parte do serviço ganhei dois ajudantes que ficam olhando o que faço e  no intervalo  brigando como doidos nos  meus pés.




 Ai parti para  outro método, que foi o seguinte:

Primeiro com ajuda da peça do kit  cortei quatro varas da armação da lona.


Você vai pegar estas quatro travessas e amarrar elas nas pontas, e cola  uma volta de papel e passa por cima  uma camada de fita adesiva ou Parafilme, veja abaixo, como fica.

Compare o tamanho do pacote com as dimensões da peça do Kit para  não ficar muito grande.

Dimensões conferidas, corte com uma tesoura e retire a parte do meio conforme a foto abaixo.


Com o estilete abra o filme na parte que  vai  ficar  virada para  cima, e comece a retirar as travessas, e suspender elas.
Uma

Duas

Tres

A quarta fica  dentro do envelope de papel e parafilme.
Com ela já nesta fase  eu  poderia pegar  um  papel de maior gramatura  do que o anterior e ir  cortanto tiras e dobrando ao longo do comprimento e  ir colocando entre as varetas. 


Confira a peça de novo, desta vez em cima do veículo, para ver as dimensões.


Mas decidi arriscar outra solução, que se não ficar como eu quero vou refazer com esta solução tiras de papel.

Assim eu decidi usar  uma técnica  que uso para tapar buracos em peças que eu quero copiar em resina, é a do preenchimento com cola base Látex.

 
Comece colocando gotas unindo as travessas mais próxima, deixa secar ou ficar com aquela capa seca na superfície, quando estiver assim coloque outra gota ao lado.

 Vá fazendo isto até preencher tudo.
Repita, espere, repita, espere e assim vá fazendo, por toda armação até preencher tudo.


Coloque de novo em cima do veículo para  ver como ficou a peça, no caso ela  está alta, parecendo que está se abrindo, mas  eu queria assim mesmo, pois  vou deixar secar até amanhã, e  ai a camada deve  ficar fina e ai sim  vou comprimir elas apertando entre as varetas para dar o efeito de dobra sanfonada.




A capa do Para-brisas 

Comece embrulhando o para brisas em filme.
Um detalhe a parte que fica virada para o motorista deve ficar para cima pois o filme  vai  ultrapassar o tamanho do para-brisas e a ponta  vai ficar  pra baixo para não aparecer.

Aperte contra uma superfície para que um lado cole no do outro lado.

 
Coloque em cima de um papel toalha e fixe ele com cola e recorte o papel com  uma  sobra ao lado e  com um  comprimento que  possa  embrulhar ela.

 Depois comece dobrar as laterais, para envelopar ela. Lembrando que as dobras  devem  ficar para o lado que vai  ficar   virado para baixo.


Vá fechando a peça com as dobras todas  para o lado externo da peça pois é o  que vai ficar  virado para a tampa do motor do carro.

Veja na foto abaixo que  a parte final fica  uma linha demarcando o fim do papel.

Molhe a peça com cola e vá enrugando ela par a dar  o aspecto de pano da capa do para brisas.


Teste as duas peças para ver a aparência sobre o veiculo.




Agora é esperar as peças secarem completamente e seguir  montando o modelo.

Continuando a capota.

Armação feita e seca é hora de comprimir ela,vai comprimindo de leve   ate  ficar  do  tamanho que  deve ser, não  se importe  se  o arame  ficar ondulado, depois de comprimido você  vai amarrar ele e ai  você pode  ajeitar e acertar isto com os dedos.

Este também é o momento de  cortar os  excessos e  arredondar os cantos, na foto abaixo  da para  ver o tanto de excesso que retirei.










 Peça limpa e amarrada até comprimir no tamanho ideal, conforme  foto abaixo.


Como a  cola de látex depois de seca, tende a voltar a posição inicial, como  um elástico, assim tive de amarrar a peça depois  de chegar na posição final que eu queria ela comprimida.   



 Vá para as pontas e corte elas  em ângulo aproximado de 60 graus, como  nas  fotos abaixo.




 Fazendo a armação da capota

Eu tenho mania  de  fazer  tiras  de plástico  com sprue, mas  o Rio de Janeiro e a cidade de Niterói, aonde moro, nestes dias está a verdadeira filial  do  inferno de tão quente, o calor está insuportável.

Devido a isto estou montando o modelo em uma área  na  frente de casa  devido a uma  brisa  que  vem  do mar e  torna  possível aturar este calor. Mas isto teve  um custo  devido ao  vento, não  consegui  fazer  um sprue decente com este vento, abaixo os  dois  únicos  que  fiz  e nenhum deles  na espessura necessária.



Mas  eu lembrei de  uma dica  de  uma  conversa que tive  com o  Marcos Serra, ele  usa uma guilhotina de papel e  eu tinha  comprado uma também, que  confesso estava   esquecida, era a hora  de usar ela. 


Em instantes tinha  vários  sprue  na espessura  que necessitava. 

 Comece unindo duas varetas em ângulo.

 
 Vá fazendo isto até  ter quatro varetas  unidas pela ponta e em um ângulo que a ultima vareta  esteja em  ângulo  de aproximadamente  60 graus para coincidir com o estrado da lona.

Neste Ponto, meça a distancia  do estrado  da  lona  e  a parte  que  chega  na  carroceria  e corte as  varetas. 



No final devem  coincidir ambas as partes e deve ficar como na foto abaixo.

 Repita o memso procedimento par ao outro lado.

 Retire o estrado e fixe os suportes com Super Bonder, nesta fase decidi tapar a mala traseira  com uma tampa, pois  a montagem estava com problemas dentro do compartimento  em especial nos  jerycans que não sairiam sem correr o risco de  quebrar o kit (lembrando que  eu comprei o Kit  já meio bem mal montado e estou tentando melhorar a coisa que ia mal), eu ia fazer lonas e mangueiras lá dentro entulhando e tapando  tudo, mas decidi  que  era mais  fácil colocar a tampa  do  compartimento e fechar  tudo lá  dentro e esquecer as partes mal feitas lá dentro.

Próximos  passos unir  as duas partes e cobrir  a  lona  definitiva  e  depois  refazer a base do notek light.

Continuando......

Bem  eu  viajei no  fim do ano  e  levei o modelo e  esqueci de  fazer passo  a  passo  do  que  ia  fazendo assim  vou atualizar  com os  resultados, abaixo a capota  já terminada.


Reparem que comparando a minha capota acima e com a um modelo abaixo, que foi feito com a  peça que vem  no  kit,  acho que a minha  ficou  com aparência bem melhor.
Outros ângulos da capota.









Como detalhe adicional eu  fiz  um amassado  na  calota, pode parecer  besteira mas estes detalhes  fazem a diferença  no detalhamento do modelo.



 Começando a fazer o suporte da pá e da picareta.

No meio do trabalho um dos meus ajudantes dormiu.

 No lado direito fica o Suporte da Picareta, na foto eu  passei  um sprue para  verificar o alinhamento das duas peças do suporte.


A Notek light  é montada em um suporte  de metal e  não em um  bloco sólido como  vem  no  kit,   então é  retirar  o bloco e  fazer em metal  o  suporte  em metal.
E refiz o encaixe da travessa da capota  

 Fiz um caimento com  papel mais  fino, para  dar aparência de pano ao papel  da capota.

 Testando opções para o local.
Eu refiz também  as setas  laterais  que  são do modelo  apelidado de "bananinha", portanto tem aparência diferente como se vê na  foto do Original, ainda  vou passar massa e alisar.

Colocando os parafusos nas peças de metal, outro item  que valoriza  a modificação, dá trabalho mas  fica outra coisa.



Coloquei também as  tiram que prendem a capota a carroceria, feitas de fita crepe  que descobri que  só tinha  um pedaço  de 20 cm  no  rolo  pois o pedreiro  viu na minha mesa e usou sem qualquer cerimônia  ou pedir.......ele me paga  vou  colocar  vaselina dentro do tênis dele...a guardem....
 A baliza correta  também  foi  feita e  comecei a  lixar  o modelo  retirando marcas.

 A sinaleira do outro lado já feita.ainda  foi  alisar  o putty.

 Passei o fio de ligar os  faróis  e as lanternas. Um problema  aconteceu ao estilo Lei de Murphy nesta  fase esbarrei com o bico da cola na estrela da  Mercedes e encheu de cola o  aro e estragou a estrela depois  vou refazer .
 Refiz os  ganchos de reboque.
 Acho que o Rommel gostou.











Próxima fase  detalhes  de finalização e pintura.